Início | Noticias | Noticias | Centro Social Bezerra de Menezes oferece oficinas profissionalizantes para população

Centro Social Bezerra de Menezes oferece oficinas profissionalizantes para população

Usuárias podem receber carteirinha do artesão

Quem ainda não conhece o Centro Social Bezerra de Menezes, localizado em Bangu, não pode imaginar a quantidade de oficinas e atividades que o local oferta diariamente. Aulas de pintura em tela e em tecido, corte de cabelo, maquiagem, feltro, manicure, canto e violão. Além disso, os usuários ainda contam com o auxílio de neuropedagogos, psicólogos, fonoaudiólogos e assistente social para atendimento de pessoas com deficiência ou jovens e crianças em estado de vulnerabilidade social.

A instituição, que já funciona há quase 11 anos, está incluída nas ações de responsabilidade social da Cemeru, mantenedora do projeto. Em visita, nossa equipe conversou com o coordenador administrativo do Bezerra de Menezes, Ronaldo Pinheiro que contou um pouco do trabalho realizado por lá.

- Em um mundo tão individualista é de suma importância todo o trabalho realizado em um centro como este. Até porque, temos diversas frentes de trabalho seja na aprendizagem de uma profissão, que coloca a mulher em condições de lutar pelo pão de cada dia, seja na terapia ocupacional, eficaz no combate de doenças da alma como a depressão, por exemplo – disse Ronaldo.

Na sala de pintura em tela, dona Marli Sampaio de 63 anos, produzia uma obra de arte com um tom bucólico inerente ao quadro. As árvores eram tão vivas e coloridas quanto as lembranças dela.

- Há seis anos, quando iniciei meus trabalhos na oficina de pintura, eu estava em um quadro de depressão tão sério que não queria fazer nada. Na época, o meu médico recomendou terapia ocupacional, e daí, conheci o Bezerra de Menezes. Foi no dia 14 de maio, lembro-me bem. Nunca imaginei que conseguiria pintar como faço hoje em dia e, sem dúvida, foi fundamental na minha recuperação – contou a moradora de Bangu, Marli Sampaio.

Para participar das atividades, basta levar um quilo de alimento não perecível destinado à despensa da instituição. Este valor simbólico é refletido em doações de cestas básicas para quem mais precisa. 

Notícia Boa

Nesta sexta-feira (21), A Secretaria de Turismo do Estado vai aplicar uma prova prática para avaliar a condição dos projetos de artesanato de usuárias e, caso sejam aprovadas, elas vão receber a Carteirinha de Artesão, futuramente. Com a carteirinha, as artistas poderão expor seus produtos por feiras de exposição em todo estado, ganhar seu registro como maneira de formalizar suas obras e ainda contar com uma renda proveniente do comércio dos produtos próprios. O Centro Social fica na Avenida Santa Cruz, nº 4.057, Bangu, RJ.